Pesquisar neste blog

5 de maio de 2009

Sócrates entrevista: Confúcio


Olá, meus amigos filósofos!

Estou aqui hoje para entrevistar mais um convidado super-especial do mundo da filosofia! Vou dar uma dica e vamos ver se vocês adivinham. Ele tem os olhinhos puxados, bigode comprido e troca os “eles”pelos “erres” e não é o Cebolinha! Brincadeira. E um dos grandes sábios da China. Estamos aqui com o grande Confúcio! Fale um pouco de você para nós, caro colega.


Olá, pessoal! Meu nome é Confúcio, tudo bem com vocês? Vivi entre os anos 551 e 479 antes de Cristo, segundo o calendário Gregoriano que vocês usam. Sou do reino de Lu, atual Shantung, vim de uma de família nobre, mas nasci em circunstâncias bastante humildes. Naquele período, o domínio imperial estava em declínio. Minha filosofia se baseia no fato de que para se ter responsabilidade moral eu acredito que o homem deve pensar por si próprio.

E então, Confúcio, vamos começar pelo mais prático, para o pessoal que lê o blog ver que a filosofia é coisa séria. Fale um pouco de como ser uma pessoa mais íntegra.

Todos os dias faço um auto-exame. Pergunto-me três coisas, primeira, no que fiz pelo bem estar do próximo, fiz o meu melhor? Segunda: quando lidei com meus amigos, falhei em ser fiel em minhas palavras? E por último: ensinei algo a alguém que eu nunca tenha experimentado?

Nossa! Três perguntas tão simples e tão profundas...

Caro Sócrates, diga-me, e me digam vocês leitores também, se meu raciocínio está correto. Não é um prazer, uma vez que aprendemos algo, colocá-lo em prática nas horas certas? Não é uma alegria ter amigos que vêm de longe? Não é cavalheiresco não se ofender se os outros falham em apreciar suas habilidades, vocês não acham?

Trabalhamos de modo muito parecido. Também gosto de fazer com que os outros pensem respondendo perguntas, dialogando consigo mesmo e com os demais. Você falou de ser cavalheiresco. Isso é uma coisa que falta muito nos dias de hoje. Pode falar um pouco mais sobre ser cavalheiresco. Isso se estenderia, de alguma forma, para as mulheres também?

Primeiro sobre o ser cavalheiresco, aí vai uma dica: essa pessoa não quer nem uma barriga cheia, nem uma casa confortável; ele é rápido na ação, mas sempre cauteloso no que diz; é ávido por aprender, e sempre se dirige às pessoas virtuosas para receber algum tipo de orientação. É verdade que não existe uma palavra “damesca”, mas me respondam vocês, alguma dessas ações se restringe ao indivíduo do sexo masculino, por acaso?

Surpreendente! E sobre a felicidade, meu caro, o que pode dizer sobre a felicidade par os nossos ávidos leitores?

Muito simples. A felicidade é simples. Parece até engraçado, mas tenho certeza de que vão entender. Ao comer arroz comum e se tomar água, ao utilizar o próprio cotovelo para se apoiar, você encontra a felicidade. Riquezas e status conquistados por meios imorais tem tanto a ver conosco quanto as nuvens que passam.

Já que estamos nos centrando em conduta, vou fazer uma pergunta interessante. Dizem que você não distingue ética e política. Como é isso?

Veja... Ética é a ciência que busca harmonizar o homem, para que possa brotar nele a fonte do bem e da justiça. É como um anel, que não sabemos onde é o começo ou o fim, que une sentimentos e ações, e busca a essência das coisas. A política, por sua vez, pode ser vista como a arte de educar, harmonizar e conduzir os povos, elevando-os de suas satisfações mais básicas até sua realização emocional, mental e espiritual. Por isso não faço distinção. A ordem política é fruto de uma ordem ética.

Uma vez me disseram que devemos pagar uma injúria com uma boa ação. O que você acha disso?

Ora, meu amigo Sócrates, eu concordo. Diga-me com o que, então, pagaríamos uma má ação? Deve-se pagar a injúria com retidão, mas pagá-la sempre com uma boa ação. Não se pode confundir injúria com vingança, como fazemos geralmente.

Sábias palavras! Brinde-nos com um pouco mais de sabedoria oriental para fechar com chave de ouro este nosso papo.

Bem, como tivemos uma conversa bem amparada no âmbito prático, há uma frase no meu livro “Os Analetos” que vai servir tanto para quem está estudando quanto para quem já trabalha. É o seguinte: “devemos nos lembrar que quando um homem, com um cargo oficial, descobre que pode fazer mais do que dar conta dos seus deveres, ele estuda; e quando um estudante descobre que ele pode dar mais do que conta de seus estudos, então ele procura um cargo oficial. Pensem sobre isso.

Muito obrigado, Confúcio, por nos conceder esta entrevista. Fica o convite para que você vá à Atenas também fazer uma visitinha.

Com certeza, Sócrates. Será uma honra. Um abraço a todos os leitores do seu blog “O tal da Filosofia”.

Até a próxima, pessoal!

8 comentários:

  1. Nha.... Esse diálogo me deixou curiosa.....
    vou ler Analetos comendo arroz... ^.^

    Até mais ver Sócrates

    ^.^V
    Carol Moro

    ResponderExcluir
  2. Ações tão simples e, ao mesmo tempo, tão difíceis de serem compreendidas por todos.

    Gostei da delicadeza das respostas. Quando era criança e minha irmã estava estudando sobre o assunto, eu acreditava que a imagem de confúcio fosse muito próxima do arquétipo miage ocidental (ok, é uma piada isso, mas é verdade).

    inté,
    =)

    P.s: ainda não esqueci do Sêneca, ein!

    ResponderExcluir
  3. Socra!! Vc trouxe novamente um grande convidado, Yeah!!
    Será que ele faz todas essas viagens a pé? Ond será o próximo lugar? Esse Socra é um aventureiro mesmo.
    Vlwss abss

    ResponderExcluir
  4. Olá, Carol!
    Recomendo ler os analetos sim. Vou recomendar ao amigo Sócrates para disponibilizá-lo gratuitamente para você, e para todos os leitores, aqui n blog.

    ResponderExcluir
  5. Olá, Yoko!
    Sim, Confúcio é muito simples e direto em seus ensinamentos.
    Olha só, já entrei em contato com Sêneca e ele já aceitou ser entrevistado.
    Um grande abraço para você.

    ResponderExcluir
  6. "vou ler Analetos comendo arroz... ^.^"

    eu ri demais, tinha que comentar isso.

    Quer dizer que a próxima é com Sêneca?
    Descobri \o/

    "Socra!! " ri demais de novoo
    parece "sogra" hehehehe
    ou "Socca" do avatar *-*

    O Oito aqui está indo,
    Abração "Socra!"
    kkkkkkk

    ResponderExcluir
  7. Realmente, o mestre Kung Fu Tsé é fantástico! Parabéns pela excelente entrevista, Socrates! Você é realmente o TAL! hehehe

    ResponderExcluir
  8. Philo-sophos05/10/2009 17:22

    Essa entrevista com Confúcio está excelente também!
    Quem será o próximo?

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails